A lembrança mais doce

» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: de fevereiro a março
» Parceria: APAE e Casa do Menor
» Profissionais Envolvidos: direção, coordenação, professores e funcionários

OBJETIVO GERAL
Recolher doações de chocolates e doces dos professores, funcionários e alunos para serem doados à APAE e à Casa do Menor locais na época que antecede à Páscoa, a fim de fazer dessa ação um momento especial para nós que doamos e para eles que recebem as doações.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Despertar a preocupação social, o respeito e o amor ao próximo.
- Confraternizar os alunos da escola com crianças carentes da comunidade.
- Desenvolver atitudes de respeito, amizade, solidariedade, cidadania e caridade.
- Refletir sobre a importância da valorização da vida que nossos alunos têm frente a muitos que não têm.

JUSTIFICATIVA
A proximidade da Páscoa oportuniza reflexões de solidariedade, de preocupação e comprometimento social com o próximo. É o momento de a Escola direcionar ações solidárias e de desenvolver uma ação social junto às instituições dracenenses que atendem crianças e jovens carentes, de vidas diferentes e mais sofridas que as da maioria dos nossos alunos. É o momento da conscientização da importância da fartura de chocolates e doces que eles têm, e que, infelizmente, a maioria não têm, desenvolvendo com eles ações de respeito às diferenças, de ajuda mútua, de partilha e luta pela justiça social.

ATIVIDADES
De 22 de fevereiro a 30 de março, alunos, professores e funcionários farão doações de chocolates que possibilitam a divisão, como caixas de bombons, pirulitos e balas. Após a coleta, as doações serão divididas em sacolinhas, no número de atendidos de cada instituição e entregues por um grupo de alunos acompanhados de funcionários da escola, que ficarão responsáveis por transmitir a todos daquelas digníssimas instituições sociais, nosso apreço, respeito e admiração pelo trabalho assistencial de qualidade e importância social ímpar que desenvolvem em nossa comunidade.

AVALIAÇÃO
Será desenvolvida durante todo o processo de desenvolvimento do projeto, observando-se o envolvimento da comunidade escolar e a conscientização social que desperta nas ações de arrecadação, divisão, organização e entrega dos doces arrecadados às entidades assistenciais.
CULMINÂNCIA: Dia 30: entrega dos chocolates e doces arrecadados.


Anglocultura


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: mês de novembro
» Parceria: UNIFADRA – Curso de Arte
» Finalidade: Apresentações culturais dos alunos do Anglo-Cid em novembro (podendo ser estendidas a outras datas dos meses de novembro e dezembro) à comunidade, sobre temática escolhida, através da diversidade de expressões culturais como teatro, música, poesia, pintura, etc., envolvendo várias disciplinas do currículo.

OBJETIVOS
- Integrar disciplinas e capacidades artísticas dos alunos.
- Inserir uma leitura crítica do mundo.
- Promover no aluno uma mudança de atitude mediante o conhecimento adquirido.
- Enriquecer o conteúdo pedagógico com informações coletadas tanto na comunidade como fora dela, confrontá-las, para discussão em sala e produção textual.

JUSTIFICATIVA
A arte é o caminho que aponta para a conscientização da responsabilidade que temos sobre o hoje, para nossos descendentes não colherem amargos frutos amanhã. Ela denuncia o nosso dia-a-dia mediante reflexões sobre nós mesmos. Uma poesia, uma música, uma pintura são elementos que não devem estar restritos a uma casta da sociedade, mas devem estar juntos do povo, falando dele, por ele e por meio dele. Nossa identidade vai se fazendo conforme as dificuldades vão surgindo. Nossa criatividade desponta a cada vez que tudo parece perdido. Nesse percurso, somos um povo privilegiado, temos culturas dentro de nossa cultura, pois aqui diversos povos encontraram abrigo. Deixamo-nos dominar, mas nossa história nos mostra que sempre soubemos reagir, quer dentro de porões, quer em praças públicas. Apoiada nesses pressupostos, nossa escola realiza este projeto, todos os anos, visando à descoberta de parte da cultura, pelos alunos, com auxílio da arte, e reproduzir o conhecimento, enxergando-se, assim, artista e brasileiro.

ATIVIDADES
» Língua Inglesa
- Pesquisa e socialização da pesquisa para elaboração da apresentação.
- Educação Artística
- Pesquisa e ensaio das apresentações: teatro, danças, músicas.
» História
- Pesquisa e socialização da pesquisa para enriquecer as apresentações.

AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados processual e continuamente, de acordo com a participação, o rendimento nos ensaios, nas pesquisas e nas apresentações, a performance enquanto artistas, o comprometimento, a assiduidade e a responsabilidade no evento. Os alunos participantes serão beneficiados nas disciplinas envolvidas com pontos extras.


Anglo Esporte


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: ano letivo
» Coord. do Projeto: Prof. Esp. José Augusto Camuci Junior

Baixar informações sobre o projeto


Apoio Pedagógico


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: ano letivo
» Parceria: UNIFADRA – Curso de Licenciatura em Pedagogia, Letras, Matemática e Ciências Biológicas.
» Finalidade: criar grupos de estudos em horário alternado ao escolar para atender alunos com dificuldades de aprendizagem em leitura, escrita, cálculos matemáticos, compreensão e aplicação das operações matemáticas fundamentais.

OBJETIVOS
Superar as dificuldades de aprendizagem dos alunos do Anglo-CID para a melhoria da qualidade de ensino. Atender aos alunos com defasagem e/ou lacuna claramente diagnosticada, não superada através das atividades de recuperação contínua desenvolvidas sistematicamente pelos professores no contexto das respectivas aulas. Oportunizar aos graduandos dos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Letras e Matemática contato com as dificuldades de aprendizagem mais comuns nas salas de aula da escola, principalmente aos que almejam carreira no magistério.

JUSTIFICATIVA
Considerando o desempenho dos alunos na competência da leitura e escrita e a necessidade de oferecer propostas e estratégias que auxiliem o trabalho docente nas atividades de aprendizagem, o Anglo-CID oferece a oportunidade de criação de grupos de estudo, em horário diferente das aulas normais, para atender àqueles que ainda apresentam dificuldades no que concerne à leitura e produção de textos e à realização de cálculos, compreensão e aplicação das operações matemáticas fundamentais.

ATIVIDADES
Serão utilizadas estratégias e metodologias diversificadas e ensino individualizado, visando a assegurar a melhora na aprendizagem dos alunos, pelos graduandos dos cursos de Pedagogia, Letras e Matemática da UNIFADRA, sob supervisão dos professores e coordenadores dos respectivos cursos, e sob orientação e supervisão da coordenação pedagógica do Anglo-CID.

AVALIAÇÃO
Através de avaliação contínua e diagnóstica, verificar-se-á se o aluno está apresentando rendimento e se as atividades pedagógicas e procedimentos metodológicos do graduando monitor estão de acordo com as dificuldades encontradas pelo aluno, e se está sendo observada alteração do rendimento escolar do aluno nas atividades, nas avaliações didáticas e nas médias bimestrais em sala de aula.


Canções


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: ano letivo
» Parceria: Prefeitura Municipal de Dracena/SP

OBJETIVO GERAL
Reforçar a formação da Orquestra Didática de Cordas do Anglo-CID através de cursos musicais de violino, violão, viola, violoncelo, flauta transversal, flauta comum, saxofone e clarinete para apresentações à comunidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Despertar o interesse do aluno pela boa música.
- Desenvolver o senso de grupo e solidariedade.
- Promover a alfabetização musical do aluno.
- Formar apreciadores da boa música.

JUSTIFICATIVA
A música é mais um ingrediente na receita da vida, que dita e debate padrões de consumo e comportamento. Isso valoriza sua utilização na escola, pelo alto grau de intimidade com a cultura juvenil. Ouvir música e tocar algum instrumento faz parte da vida da maioria dos adolescentes. Essas atividades dão identidade ao grupo de amigos, são companheiras nas horas de solidão e ajudam a moldar comportamentos. Temos o papel de desenvolver a cultura musical do nosso aluno com acesso à diversidade de cursos, e os alunos interessados nos nossos cursos musicais serão selecionados de acordo com sua percepção musical, faixa etária e modalidade pretendida. A Prefeitura cederá alguns instrumentos como violino, violão, viola, violoncelo, flauta transversal, flauta comum, saxofone, clarinete e os alunos que os tiverem, utilizarão os seus.

ATIVIDADES
O aluno fará a opção pelo instrumento que desejar e as aulas serão ministradas no período vespertino com os monitores nas áreas de cordas e sopro.
1º bimestre: Como o projeto já está em funcionamento, os alunos serão classificados em iniciantes, intermediários e avançados, com atividades diferenciadas de acordo com o nível dos participantes.
2º bimestre: Os alunos intermediários e avançados já estarão trabalhando os arranjos para o grupo visando à primeira apresentação na festa da Páscoa. Os iniciantes ainda estarão no estudo de percepção musical e na leitura de pequenas peças individuais visando à afinação e ao aprimoramento para futura participação no grupo.
3º bimestre: Reavaliação dos alunos, possíveis mudanças de grupos entre os alunos que mais se destacam. Continuação do trabalho com repertório novo e manutenção do programa já aprendido. Inclusão de novos alunos na orquestra. Apresentações programadas para o Dia dos Pais e Dia do Estudante.
4º bimestre: Ápice do projeto com praticamente todos os alunos participando da orquestra, mesmo que com níveis diferentes de estudo. Arranjos diferenciados de acordo com o nível técnico dos alunos.

AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados processual e continuamente, de acordo com a frequência, o rendimento nas aulas, as apresentações mensais e/ou bimestrais, o repertório, a performance enquanto músicos, o comprometimento, a assiduidade e a responsabilidade nos eventos.


Cantanglo


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: ano letivo
» Finalidade: Reforçar a formação do coral dos alunos do Anglo-Cid para participações em eventos internos, externos e concursos.

OBJETIVOS
- Socialização e integração entre os alunos.
- Desenvolvimento do senso crítico.
- Criação de ouvintes conscientes.
- Desenvolvimento do gosto musical, da sensibilidade, da leitura básica musical e da lógica.
- Divulgação da música coral, principalmente a música popular brasileira.
- Divulgação da Escola através de apresentações nos eventos da comunidade.

JUSTIFICATIVA
Despertar, precocemente, o gosto pelo canto coral é a meta precípua da escola. A ideia inicial é formar dois grupos, um infantil (1º ao 5º ano) e outro infanto-juvenil (6º ao 9º ano e 1ª a 3ª séries do ensino médio). Os alunos das séries iniciais começarão com o canto para, quando chegarem ao 6º ano, obtermos um grupo em nível maior.

ATIVIDADES
Os alunos serão classificados, criteriosamente avaliados pelo professor, de acordo com a sua voz em: sopranos, contraltos, tenores e baixos em audição individual e agrupados de acordo com o seu timbre vocal para ensaios de naipe, que serão realizados em grupos menores (sopranos, contraltos, tenores e baixos) e também com o grupo todo, semanalmente.

AVALIAÇÃO
O grupo visa à participação no concurso de corais em São Paulo ou no Rio de Janeiro.
Os alunos serão avaliados, de acordo com a frequência e o rendimento, durante as aulas e apresentações. Serão beneficiados na matéria de Educação Musical com pontos extras. A professora terá a autoridade para excluir do grupo alunos com faltas em ensaios e apresentações.

BIBLIOGRAFIA
- Guia Prático – Heitor Villa Lobos
- Internet
- Arranjos feitos pela própria regente.


Educação Tecnológica LEGO


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID do ensino fundamental
» Duração: ano letivo
» Parceria: Lego Education e EDACOM Tecnologia
» Finalidade: desenvolver um modelo de educação tecnológica inovador e motivador ao aluno do Anglo-CID que o oportunize aprender a trabalhar em equipe, a ter responsabilidades dentro da sua equipe, projetando, construindo, programando e operando protótipos com o material lúdico e educacional da Lego Education.

OBJETIVOS
- Aprender a Ser.
- Aprender a Conviver.
- Aprender a Pensar.
- Aprender a Fazer.
- Aprender a Agir.

JUSTIFICATIVA
O mundo de hoje necessita de mais pessoas criativas, autônomas e flexíveis do que de especialistas superinformados. O trabalho com projetos permite que os alunos compreendam no concreto o que é caminhar passo a passo ao realizar uma tarefa. O papel do professor nesse processo consiste em dirigir perguntas e trabalhar respostas de modo a desenvolver, corrigir ou aperfeiçoar as funções cognitivas do aluno. No modelo Lego, o aluno é capaz de construir seu próprio conhecimento participando ativamente das atividades e assumindo funções específicas dentro de uma equipe. Precisamos alfabetizar nossos alunos tecnologicamente para que possam compreender o mundo que os rodeia. Portanto, ao projetar, construir, programar e operar protótipos, os alunos se apropriam de muitos conceitos científicos e adquirem a habilidade de refletir, pesquisar, planejar, antecipar resultados, enfrentar riscos, conflitos e resolver situações-problema. Nesse contexto, competência significa compreender uma situação e reagir adequadamente a ela. Em vista disso tudo, o modelo de educação tecnológica propõe-se a desenvolver nos alunos um conjunto de qualidades pessoais que lhes permita minimizar deficiências, tais como de comunicação, de convivência, de organização, de não aceitação de liderança e de motivação, entre outras.

ATIVIDADES
O projeto é aplicado por meio do trabalho em equipe, no qual cada componente tem uma função:
Organizar – o aluno é responsável pela maleta de tecnologia. Ele coordena a contagem das peças no início e fim do trabalho e registra o mesmo em forma de relatórios, com informações do projeto.
Programar – o aluno é responsável pela elaboração do programa que controlará e automatizará a montagem usando o PC e o bloco programável NXT da Lego.
Construir – o aluno é responsável pela coordenação das montagens de seus companheiros para que eles participem.
Apresentar – o aluno é responsável por apresentar para a classe a montagem pronta, como funciona, para que serve, bem como a opinião da equipe. Leva dúvidas da equipe ao professor e coordena a execução do projeto.
As funções são trocadas a cada atividade, com a finalidade de que cada integrante da equipe experimente todas elas.
Ao final de cada semestre serão desenvolvidos os Torneios Lego, a fim de estimular a criatividade, as competências e habilidades desenvolvidas durante a execução das aulas Lego em cada semestre letivo.

AVALIAÇÃO
Em cada uma das atividades propostas, busca-se desenvolver competências nos alunos. Portanto, o processo de avaliação será processual, contínuo e cumulativo, considerando as fases de desenvolvimento da atividade e o trabalho em equipe para se chegar a um resultado e não apenas ao resultado que o professor tem em mente.


Inclusão Digital


É um projeto social criado para atender gratuitamente crianças entre 4 e 5 anos de escolas públicas e particulares de Dracena. O projeto visa a dar às crianças acesso ao mundo da tecnologia, de uma forma lúcida e prazerosa.
As crianças têm aulas semanais de informática com o programa Kid Class nas disciplinas de Português e Matemática.

JUSTIFICATIVA
Atualmente, as tecnologias tornaram-se grandes favorecedoras da construção do conhecimento infantil pelo caráter lúdico que assumem diante do processo de ensino e aprendizagem, dentro e fora do âmbito escolar. Este projeto, destinado aos alunos da Educação Infantil (5 a 6 anos), criado e disponibilizado pela Fundec, através da nossa escola, vem sendo desenvolvido desde 2005, utilizando as ferramentas do Kid Class. O caráter lúdico que o computador oferece através da interação, investigação, criação e manipulação, constitui uma aprendizagem significativa no processo de construção do conhecimento dos alunos. Denominado “Os Primeiros Passos na Informática”, o Projeto Inclusão Digital constitui-se em um novo parâmetro educativo que utiliza a preparação das aulas informatizadas envolvendo conteúdos, interdisciplinaridade, atividades diversificadas, com padrões e formas para serem desenvolvidos com os alunos, de acordo com o trabalho do professor em sala de aula.

Público Alvo: alunos da Educação Infantil da cidade de Dracena/SP de escolas públicas e particulares
Duração: ano letivo
Parceria: UNIFADRA
Finalidade: Oferecer aulas lúdicas, diversificadas e significativas informatizadas de Português e Matemática a alunos da Educação Infantil, com a ferramenta Kid Class, no laboratório de informática do Anglo-CID.

OBJETIVOS
* Cumprir seu papel social de alfabetização digital;
* Utilizar beneficamente a tecnologia, com metodologia pedagógica de ensino;
* Proporcionar o desenvolvimento de habilidades, raciocínio e pensamento crítico;
* Interagir com o programa que se estende ao ensino fundamental e médio do colégio;
* Subsidiar o aluno para a utilização adequada das ferramentas tecnológicas disponíveis, contribuindo para sua formação acadêmica e profissional, através da pesquisa e do auto-conhecimento.

CONTEÚDO
Abrange as disciplinas de Português e Matemática e referem-se ao material estudado em sala de aula. O material é elaborado de acordo com o nível de aprendizagem dos alunos, respeitando os índices de desenvolvimento cognitivo, psicológico, moral, psíquico e emocional, como também a faixa etária de cada um e também considerando as dificuldades e anseios apresentados no decorrer das aulas.

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICO
Os alunos têm aulas no Laboratório de Informática, equipado com (16) dezesseis computadores, ficando, assim, um para cada criança. Durante as aulas, os alunos são atendidos individualmente por uma professora e dois monitores auxiliares.

AVALIAÇÃO
A avaliação será processual e contínua, destacando o desempenho dos alunos, de acordo com as atividades propostas. Há flexibilidade nos conteúdos abordados e se houver necessidade, ocorre uma revisão geral dos conteúdos estudados. Sendo sanadas as dúvidas, novas ferramentas são estudadas.

CONTATO
Entre em contato conosco pelo e-mail anglo1@fundec.edu.br

PORTAL

Acesse aqui a página do Inclusão Digital



Visual Class


» Público Alvo: alunos do Anglo-CID
» Duração: ano letivo
» Parceria: Caltech Informática
» Finalidade: desenvolver aulas informatizadas em todas as disciplinas do currículo, deixando as aulas mais atrativas, significativas, tecnológicas e diversificadas, através do software Visual Class.

Conheça alguns trabalhos

OBJETIVOS
- Ampliar o conhecimento em relação ao software.
- Motivar os professores a preparar aulas através do software, facilitando sua aplicação.
- Melhorar significativamente o desenvolvimento dos conteúdos pelo uso da tecnologia.
- Utilizar igualmente tempo e equipamentos, oferecendo aos alunos um material de complementação para os estudos, de forma mais atrativa.
- Oferecer ao aluno algo mais que simples aulas teóricas, um diferencial em busca da qualidade de ensino.

JUSTIFICATIVA
Os alunos, cada vez mais imersos na cibercultura, estão exigindo um novo ambiente de aprendizagem, a chamada “geração digital”. Aprendem com o controle remoto da TV, com o joystick do vídeo game, com o mouse, com o touchscreen. Assim, migram da tela estática da TV para a tela do computador e lidam facilmente com a linguagem digital. Aprendem que deles depende o gesto instaurador que cria e alimenta a sua experiência comunicacional: interferir, modificar, produzir, partilhar. Essa atitude menos passiva diante da mensagem é sua exigência de uma nova sala de aula. Diante do exposto, é preciso reconhecer a escola como o lugar privilegiado para a formação da cidadania. A par da cibercultura e das implicações e possibilidades, o professor estará tentando ser um formulador de problemas, provocador de situações, arquiteto de percursos, mobilizador das inteligências múltiplas e coletivas na experiência do conhecimento.

ATIVIDADES
Os professores realizarão sua prática pedagógica com mais profundidade de conhecimentos, com o software VISUAL CLASS, criando estratégias de ensino que mobilizem o raciocínio, bem como a construção interativa aluno/acervos de informações. O Centro de Apoio e Informática da Fundec fornecerá suporte técnico da utilização de tecnologia nas salas de aula através de treinamentos sobre o uso dos equipamentos.

AVALIAÇÃO
A avaliação ocorrerá através da observação do interesse e aprendizagem dos alunos em relação ao uso dos softwares e da compreensão, comprometimento e utilização constante por parte do corpo docente da escola.


(18)3821-9000

(18)3821-9007

OUVIDORIA